• Segunda a Sexta: 8:30 às 18:45, Sábados: 8:30 às 12:00
Publicado em 15/02/2019
Home Blog

Bronze ou saúde, o que você prefere?

Bronze ou saúde, o que você prefere?

floratus farmáca de manipulação

É fato: é só aparecer um solzinho que a gente já corre pegar o biquíni, o bronzeador, a cadeira e a toalha para se esticar. Seja na praia ou em casa, o importante é aproveitar para pegar aquela corzinha que todas nós amamos, afinal, o objetivo é curtir os dias lindos para ficar com a pele mais morena, né? Mas não é bem assim que funciona na prática.

Ao aproveitar o sol para pegar cor, muitas mulheres não cuidam totalmente da pele. Isso acaba por prejudicá-la, afinal, uma pele exposta ao sol sem que seja usado um produto específico que promete dar cor e também saúde, pode ser prejudicial para a nossa pele, já que ela é sensível e necessita de diversos cuidados.

Mas como manter ou pegar aquele bronze sem que isso seja prejudicial para a saúde da minha pele? A melhor alternativa é o uso de cosméticos e produtos específicos para sua hidratação e também não expô-la com tanta frequência no sol, evitando horários em que ele está mais forte.

Pensando em oferecer informações que possam ajudar você a entender melhor como o não cuidado da pele pode ser danoso para a sua saúde, vamos falar um pouco mais sobre esse “mundo”. Confira!

Tipos de pele e suas características

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica, é possível identificar quatro padrões de pele. São elas: oleosa, mista, normal e seca. Vamos falar sobre as características de cada uma e quais são as maiores sensibilidades de quem possui essa pele?

1. Pele oleosa

A pele oleosa produz uma quantidade de sebo maior do que a quantidade que é considerada normal em uma pele. Isso ocasiona a dilatação dos poros, propiciando o aparecimento de acne e outros problemas de pele por conta do “entupimento” dos ductos. A aparência da pele é mais “brilhosa”. A explicação para as peles que são desse tipo se dá pelo fato de alterações hormonais ou reação a alguns fatores naturais.

2. Pele mista

É o tipo de pele mais comum entre a população. Ela pode ser reconhecida através dos seus poros dilatados e um pouco de oleosidade na “Zona T” (testa, nariz e queixo), contrapondo as regiões secas (extremidades e bochechas). As pessoas que possuem esse tipo de cútis são mais suscetíveis ao envelhecimento precoce, rugas e descamações, afinal, a pele acaba apresentando uma consistência mais fina.

3. Pele seca

A pele seca tem em suas características a opacidade e poros quase imperceptíveis. É o tipo que mais perde água, demonstrando um aspecto avermelhado, com fissuras, rugas e descamação. As causas externas, os fatores genéticos e as oscilações fisiológicas são os motivos que acabam tornando a pele com uma aparência ressecada.

4. Pele normal

Mesmo sendo um tipo de pele normal, é o mais difícil de ser encontrada na população. Isso porque os fatores externos (poeira, sol, poluição, vento, entre outros) modificam as peles normais para os outros tipos citados. A pele normal tem textura suave, viscosidade e elasticidade, e poros pequenos ou invisíveis, por ter baixas taxas de gordura natural, fazendo com que ela seja menos propensa às espinhas, cravos ou manchas. É a verdadeira pele “de bebê”, e o sonho de qualquer pessoa, né?

Já conseguiu identificar qual o seu tipo de pele? Se ainda não, procure um profissional da área, identifique e saiba quais são os melhores cuidados para o tipo da sua.

Bronze, saúde e o envelhecimento precoce da pele

Sabia que, além de aumentar os riscos de ter um câncer de pele, a exposição excessiva e desprotegida aos raios solares pode causar envelhecimento precoce da sua pele?

De acordo com um artigo publicado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, a exposição da pele no sol pode trazer alterações na pigmentação da pele, ocasionando manchas, pintas e até sardas, deixando a pele manchada, espessa e áspera. Além dos danos causados pelas radiações UVA e UVB do sol serem constantes e cumulativos.

Ou seja, preste muita atenção ao pegar sol para ficar “morena”, pois pele queimada não é sinal de saúde. E além de não fazer bem para o seu corpo, pegar sol em excesso, a longo prazo, pode ocasionar em queimaduras e envelhecimento precoce da sua pele.

Depois de tudo que foi falado, vale a pena se proteger para cuidar da sua pele e da sua saúde, né? Por isso, restrinja a exposição ao sol, especialmente entre os horários onde ele está ainda mais forte (das 10h às 15h), utilize óculos com proteção, protetor solar de FPS 15 ou maior, dependendo da sua pele, e, claro, um bom chapéu/boné.

Percebe-se o quanto é importante salientar que uma pele mal cuidada pode trazer efeitos irreversíveis para a mesma, resultando em graves consequências, que vão desde o envelhecimento precoce até o câncer de pele.

Não só por motivos estéticos, proteger-se do sol é uma forma de cuidar da saúde da sua pele e do seu futuro. Mas lembre-se que não é somente no sol que deve-se cuidar da pele, mas sim, em todo e qualquer lugar. Os cuidados com a pele devem ser progressivos e constantes, seja durante o dia ou a noite, seja calor ou frio, seja no verão ou no inverno. Por isso, converse com o seu dermatologista e cuide da sua pele com o carinho que ela merece.

Ficou com dúvidas? Deixe nos comentários!

Logomarca Floratus: uma flor azul com o nome embaixo

A Floratus Farmácia de Manipulação tem como objetivo diferenciar-se no conceito de farmácia de manipulação, oferecendo sempre produtos de qualidade e um atendimento ágil, personalizado e de confiança.

Assine Nossa Newsletter

Topo
Iniciar conversa